...:: Casa do Chef ::...

Novidades

 

Arte 21-08-14

História

De onde veio o churrasco

A origem do churrasco remonta ao tempo das cavernas quando o homem, ao dominar as técnicas de fazer fogo, percebeu que sua comida (a caça) ficava mais saborosa e durava por mais tempo quando assada.

Já o churrasco, como conhecemos no Brasil, é oriundo ao Pampa, região no sudeste da América do Sul. Antigamente, essa era uma região de transporte de gado. No meio do nada, os transportadores, conhecidos como tropeiros, tinham apenas recursos básicos para sobreviver: os artefatos em couro, a carne, a madeira para suspendê-la e o fogo mantido aceso. Então, os tropeiros se reuniam ao redor do fogo, contavam suas histórias e saboreavam o churrasco, a sua única alternativa de
 sobrevivência. E que alternativa.

Hoje em dia, o churrasco é uma linguagem universal. Ele pode até ter outros nomes, outras formas de preparo. Mas em qualquer lugar do mundo, churrasco é
 sinônimo de alegria, confraternização, liberdade.

Dicas para um assador de sucesso

As melhores carnes são compradas na véspera, com calma.

Prepare a carne antes de levá-la ao espeto. Limpe-a de todas as pelancas.

Divida a carne em vários espetos para facilitar o controle e use o espeto para cada tipo de carne.

Deixe tudo preparado, mas só acenda o fogo quando os convidados chegarem.

O braseiro bom é vivo, vermelho e sem fumaça.

Mantenha os espetos com a inclinação para dentro, o que fará com que a gordura caia sobre as brasas, avivando o fogo.

Cada carne tem seu ponto certo de servir. Respeite-o.

Não se afobe. Não passe agitação para o grupo. O bom astral faz parte do churrasco.

Cortes

Costela e picanha reinam absolutas nas churrasqueiras

Quais são os cortes preferidos para um bom churrasco? A costela e a picanha disputam a preferência. Mas outros cortes têm seus defensores, e os nomes podem variar conforme a região: o contrafilé ou filé curto, o vazio ou fraldinha, a alcatra, a chuleta ou entrecôte, o filé mignon. Temos também as linguiças e o salsichão. E um galetinho, quem não aprecia? E também há o sabor especial da carne de ovelha, o lombinho de porco e a costelinha salpicada de farinha ainda sobre as brasas. Além do xixo (que é tudo isso mais a cebola e o pimentão), do leitãozinho assado com a pele crocante e dos peixes recheados. Diga lá: não é hora de convidar os amigos e acender o fogo?

Quantidade

O churrasco também tem matemática.

Todo assador que se preza tem sempre um secreto medo: será que não vai faltar carne? Não vai, não. Basta fazer a conta certa. E a medida básica é: 500g de carne sem osso ou 700g com osso por pessoa. Porém, existem algumas variáveis: os aperitivos, os acompanhamentos, se há mais mulheres ou mais homens, se é inverno ou verão, o ambiente, o tempo de espera e, principalmente, a categoria do assador.

Na dúvida, deixe dois espetos preparados de reserva. Qualquer ameaça de excesso de consumo, leve-os ao fogo.